Programa credenciado pela CAPES
em 2007, tendo iniciado suas
atividades em Agosto de 2008

Apresentação Áreas de Concentração

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pelotas foi credenciado pela CAPES em 2007 e iniciou suas atividades em Agosto de 2008, selecionando naquele ano sua primeira turma. O curso tem por finalidade a formação ampliada, teórica, prática e crítica de pesquisadores e profissionais de alto nível, nacionais e estrangeiros, capazes de:

- Compreender e intervir nas formas de concepção e organização do espaço construído, incluindo a produção da arquitetura, no passado e no presente, o patrimônio ambiental e cultural, nas suas diferentes escalas, assim como os sistemas urbanos.

- Pesquisar e produzir conhecimentos, aplicáveis na prática, nos temas da qualidade e tecnologias do ambiente construído.

- Compreender a realidade de modo crítico, guiando-se, em suas atividades, por valores éticos elevados, cientes de seu papel na promoção do conhecimento científico, tecnológico e artístico pertinentes à sua área, como instrumento de desenvolvimento do conjunto da sociedade.

A formação no nível de Mestrado na área de Arquitetura e Urbanismo propõe:

- Qualificar as práticas profissionais junto à instituições públicas e privadas que atuam nas áreas de conhecimento abrangidas pelo Programa.

- Trazer as contribuições dos estudos teóricos e práticos empreendidos no Programa como um enriquecimento ao ensino de graduação de arquitetura e urbanismo, seja pela transferência de conhecimentos, pura e simples, seja pela repercussão favorável nos hábitos e práticas acadêmicas e pelas diferentes modalidades de aproximação entre os dois níveis de ensino.

- Estreitar e dar continuidade aos vínculos da Universidade Federal de Pelotas e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo com a comunidade e com instituições públicas e privadas atuantes na área de concentração do Programa, subsidiando ações e projetos com pesquisas e estudos avançados.

- Fazer avançar o conhecimento na área de arquitetura e urbanismo tendo em vista a formação de novos professores e pesquisadores na área.

Considerando as perspectivas de evolução e tendência; em 2012 o Programa iniciou um convênio internacional com a universidade inglesa Oxford Brookes University, na cidade de Oxford. O objetivo desse convênio é promover o desenvolvimento de pesquisas conjuntas, a mobilidade discente e docente, e consequentemente a troca de conhecimentos entre a UFPel e a universidade no exterior, permitindo com que as áreas de concentração do PROGRAU tenham visibilidade internacional no âmbito europeu de pesquisa, ensino e extensão. Também, está dentre as etapas de desenvolvimento do Programa a proposta de curso de doutorado no PROGRAU; o corpo docente e a infra-estrutura atual propiciam as condições ideais para esse crescimento.

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pelotas apresenta duas Áreas de Concentração:

ARQUITETURA, PATRIMÔNIO E SISTEMAS URBANOS

Os temas congregados nessa área têm como metas investigar a produção arquitetônica, a estrutura e a forma do espaço da cidade nas suas diversas escalas, as relações entre arquitetura e urbanismo e promover o conhecimento científico dos processos de permanência e mudança do ambiente construído. São enfatizados aspectos históricos, teóricos, compositivos, tipológicos e taxonômicos da produção arquitetônica, assim como aspectos endógenos da dimensão espacial, morfotipológicos, configuracionais, cognitivos, sócio-espaciais, sócio-ambientais da produção e da transformação espacial. As abordagens possuem interesses descritivos, analíticos, metodológicos, exploratórios, projetuais, operacionais, de desenho, de planejamento e de manejo e buscam oferecer elementos para elaboração e crítica de projetos e intervenções arquitetônicas e urbanas. Essa área contempla as seguintes linhas de pesquisa:

QUALIDADE E TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO

Esta área tem como objetivo investigar a materialidade do ambiente construído, desde sua representação até sua concretização como obra edificada, abrangendo o projeto, a produção e a avaliação pós-ocupação. Tem sua ênfase nas questões de conforto ambiental (térmico, acústico e lumínico) e eficiência energética, na economia e desempenho em novos materiais e técnicas e privilegia o ambiente em uso, revelando seu uso e apropriação, suas patologias, assim como sua necessária operação e gestão. As pesquisas possuem caráter teórico-prático, buscando o entendimento dos processos e dos agentes atuantes no projeto, representação e construção, utilizando-se das atividades de pesquisa qualitativa e quantitativa, das práticas laboratoriais, de aferição e medições e de simulação e modelagem em espaço virtual. Essa área contempla as seguintes linhas de pesquisa:

Compartilhe: